Mundo

Terremoto causa devastação histórica na Turquia e Síria

Tremores mataram dezenas de milhares e cenas da destruição impressionaram o mundo

Por: Marcela Ibelli

08/03/2023 15:25 atualizado há 43 segundos

Imagem Terremoto causa devastação histórica na Turquia e Síria
Créditos da imagem: ADRA / Divulgação.

O mundo todo se comoveu com as cenas de devastação deixadas pelo superterremoto que atingiu a Turquia e a Síria no início do mês. A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que o total possa chegar a mais de 40 mil pessoas.

Como atualmente é inverno no hemisfério norte, o frio intenso dificultou o resgate das vítimas. Apesar disso, imagens de famílias inteiras e crianças sendo resgatadas dos escombros circularam pelo mundo.

O terremoto foi de 7,8 graus*, liberando uma energia que equivale a 160 bombas atômicas como a que foi lançada em Hiroshima. Diversos outros tremores menores aconteceram em seguida. O acontecimento foi apontado como o pior desastre natural na Europa em um século.


*A escala Richter é usada para medir a intensidade dos tremores de terra e vai de 0 a 10.

Brasileira ganha Copa do Mundo de patins.

A sorocabana Ana Júlia da Silva, a Julika, é a primeira mulher a realizar a manobra 900º

Rebeca Andrade ganha sua versão Barbie.

Em ano olímpico, ginasta brasileira recebe homenagem do projeto Mulheres Inspiradoras

Descoberto buraco azul mais profundo do mundo.

Taam-Ja’, no México, tem mais de 420 metros de profundidade

Cai número de analfabetos no Brasil.

No entanto, segundos dados do IBGE, país ainda registra 11,4 milhões de pessoas que não sabem ler nem escrever

Jabuticaba está entre as melhores frutas do planeta.

Além do sabor, benefícios para a saúde são levados em consideração

Qualé a desse mundo: especial animais!.

Conheça o tatuzão brasileiro, a formiga que parece um vilão e o cachorro panda.

Rio Grande do Sul precisa de ajuda.

Correntes de solidariedade se espalham pelo Brasil; crianças e jovens também se mobilizam

Pesquisa mostra que telas podem prejudicar desenvolvimento das crianças.

A cada minuto adicional de tempo de tela, elas ouvem menos as palavras dos adultos

Entrevista com o palhaço Trambique: rir é o melhor remédio.

Marcelo Burger atuou em circos, festas e ONG em hospitais

Última Edição

Utilizamos cookies para garantir a melhor experiência em nosso site. Para concordar, clique em "Entendi". Saiba mais...